Mores, tudo bem? Chegamos ao final desta viagem, e vou mostrar um pouquinho dos templos que eu visitei; afinal conhecer a cultura espiritual e religiosa dessa ilha foi um dos grandes motivos que me levou até lá…

Também conhecida como capital artística e cultural de Bali, UBUD é uma cidade localizada entre plantações de arroz e vilas agrícolas, que facilita essa conexão com a meditação por causa dos templos. Não se entra neles sem o sarong (uma espécie de saia), porque é necessário cobrir as pernas em sinal de respeito. A entrada nos templos custa em média 15 mil rúpias, cerca de R$ 4,00.

 

PURA TANAH LOT

 

Tanah Lot fica a 50 minutos de viagem de Kuta e Ubud, e é provavelmente o templo mais famoso e fotografado da ilha. É um templo consagrado do deus do mar, e dentro dele existe uma caverna com uma fonte de água doce (embora o templo esteja cercado pela água salgada do oceano). Os devotos do hinduísmo usam essa água para um ritual de purificação.

O melhor horário para visitar esse templo é no final da tarde, por três motivos: a maré baixa permite que atravessemos a pé, a temperatura é mais leve e podemos apreciar o pôr-do-sol!

 

 

 

PURA TIRTA EMPUL

Tirta Empul foi criado há mais de mil anos pelo deus Indra, tem vários jardins e uma fonte de água sagrada usada para os rituais de purificação. Sua área mais interessante é uma piscina com diversas “fontes” (são treze no total), onde os balineses fazem o ritual: eles entram na água com os sarongs e vão mergulhando suas cabeças nas fontes de água, realizando as oferendas e orando. É um passeio cheio de espiritualidade e significado, e os moradores de Bali estão sempre lá, fazendo os rituais!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A fonte “mãe” do Tirta Empul é a principal fonte do rio SUNGAI PAKERISAN, que vai surgindo do solo para formar um lago LIINDOOO, que mais parece um espelho refletindo o céu! Fiquei APAIXONADA!!!

 

O templo é dividido em três seções: JABA PURA (área frontal), JABA TENGAH (área central) e JEROAN (área interna). Jaba Tengah possui duas piscinas com trinta fontes, que são chamadas como PENGE LUKATAN e SUDAMALA DAN PANCURAN CETIK (veneno).

 

 

 

 

FLORESTA DOS MACADOS

A floresta dos macacos é uma reserva natural SAGRADA, uma área destinada ao culto do hinduísmo balinês, e tudo lá tem um significado divino (árvores, templos e os próprios macacos). A floresta é um centro de pesquisas e conhecimento, onde os visitantes podem aprender um pouco mais sobre os macacos e as 115 espécies de árvores.

Eles são muuuiitoooo sapequinhas, adoram comer milho e banana na nossa mão e gostam de pegar nossas coisas dentro da bolsa e sair correndo…  como óculos, brinco, caneta, Gopro, etc. Tem que deixar a bolsa bem fechada!

Também precisei entrar de sarong e paguei 40 mil rúpias (R$ 10,00) pelo ingresso!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nosssaaaaa…   eu já ia esquecendo de compartilhar os restaurantes incríveis de Bali com vocês, meus amores! Hihihi…

Vamos lá então, vou falar de três lugares que eu AMEEEIIII, onde tudo é bem fresquinho e saudável (do jeito que eu gosto):

 

BUKIT CAFÉ

Meu favoritoooo!!! Eu tinha vontade de comer lá todos os dias…  hehehe!

Os pratos são de um colorido LIINDOOO, bem servidos e muito saborosos! O Bukit tem uma horta no fundo, onde eles plantam tudo que usam nas receitas…

Têm também uma água de côco REALMENTE gelada…  kkkkkkkkk

Porque os balineses não sabem gelar o côco e a cerveja como nós; mas uma das donas de lá é uma brasileira que sabe das coisas! O Bukit Café fica estrategicamente localizado entre as praias de Padang Padang e Bingin.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ROCK BAR

 

Localizado na praia de Jimbaran, esse lugar é também um passeio INCRÍVEL, já que fica literalmente “em cima” do oceano Índico, e um dos principais points pra ver o sol se pôr ao lado de amigos, enquanto se toma um drink e se experimenta uma comida DELICIOSAMENTE FRESCA!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NALU BOWLS

Sabe quando bate aquela fominha depois da praia, e a gente quer comer uma coisinha leve e rapidinha, pra esperar o jantar depois? O Nalu é perfeito pra esses momentos…  tem uma pegada bem light e natureba, com açaí, granola, frutas e smoothies!

Fica em Seminyak e tem unidades espalhadas em diversos bairros! Bem legal!

 

Vou terminar essa postagem falando sobre algumas curiosidades de Bali:

  • Os balineses fazem oferendas diariamente aos deuses em que acreditam. Essas oferendas são feitas em pequenas cestinhas de folhas de bananeira e colocadas nos templos, junto com orações.
  • As famílias de balineses nomeiam seus filhos com os mesmos nomes, de acordo com a ordem de nascimento. Os primogênitos são chamados WAYAN, PUTU ou GEDE; os segundos filhos MADE, KADEK e NENGAH; os terceiros NYOMAN ou KOMANG e os quartos filhos KETUT. Quando a família tem mais de quatro filhos, nomeiam-nos novamente com o nome do primogênito e segue a ordem.
  • Os balineses enxergam a vida de uma forma diferente e festejam muitas coisas, entre elas: a morte, o casamento, o nascimento e outros momentos da vida familiar.

Espero que vocês tenham gostado dessa viagem e das dicas também…   beijos da Rach!!!

Você pode gostar também

1 Comentário

Rispondi

Rachel, não conhecia Bali antes de você ter visitado. Hoje sinto uma vontade imensa de poder e querer viver coisas que tu viveu (sei que não será igual há quando você foi). Acho seu jeito, sua personalidade, seu carisma, sua risada incríveis. Te admiro muito e acabei gostando de ti mais ainda depois de ver seu jeito de ser. Obrigada e parabéns por ser essa pessoa incrível. Te amo pra carai!

Deixe uma resposta