OK, to há meia hora tentando começar esse post e não sei como descrever o que eu tô sentindo nesse momento.

Como vocês já sabem, eu tenho corrido mais do que eu estava acostumada com o projeto #boostgirls. Eu tenho sentido mais vontade de treinar, e como para mim, fazer os 10km já não estava mais me dando frio na barriga, eu resolvi me inscrever para a prova de 21km em Lima. A maioria das meninas seguiram a programação normal e se inscreveram para os 10km, mas eu e mais duas que sempre corríamos mais ou menos no mesmo tempo decidimos encarar um novo desafio.

Tivemos um mês de preparação. Diferente de uma corrida de 10km, os treinos são muito mais constantes e muito mais longos. Tentei ao máximo conciliar os outros treinos que eu amo com a corrida, mas tive que abrir mão de algumas coisas para fazer uma boa prova. Durante a preparação eu estive FIRMÍSSIMA na dieta do #5weekscomRachel, treinei corrida 4x por semana (isso porque deveria ter treinado 5x rss) e vi que fui aumentando meu desempenho pouco a pouco.

Os treinos variavam de 9 a 18 km mas eu nunca fiz mais que 16 treinando hahah. No dia que eu sai para correr os 18 km eu tropecei e cai, ralei o joelho e decidi parar. (Ta vendo como o ser humano sempre põe limitações onde não precisa?)

Enfim, chegou o dia da viagem para Lima! (No caso, a capital gastronômica do mundo) onde eu comi MUUUITOOOO (serio eu sou uma das pessoas mais fortes que eu conheço e mesmo assim não consegui resistir às maravilhas daqui) conheci alguns lugares (ja estou preparando o post de dicas de viagem de Lima) e treinei.

No último dia, aconteceu a corrida.

Eu, Mari e Andrea que fomos as que escolheram participar pela primeira vez dos 21k tivemos que levantar as 5am para sair do hotel as 6 em ponto. A corrida começava mais cedo para nós.
Gente, vocês nao tem noção do que eu senti.

IMG_7720

Sinceramente, até o km 18 tudo estava perfeito, e relativamente fácil. De verdade. Eu prestava atenção na minha sensação e pensava “nossa, isso aqui que é correr 21km?” A corrida tinha MUITAS subidas, mas acho que como eu comi muito carboidrato na viagem, eu estava com mais energia do que quando treino fazendo dieta. Então fiquei surpresa com meu pace durante a prova.

Nos últimos 3km, gente, o que aconteceu? Sério, comecei a sentir minhas pernas muito pesadas. Nunca me senti ofegante pois estou treinada a ficar por um longo tempo numa freqüência alta, mas me sentia um pouco exausta. Mas de qualquer forma, nada absurdo. Não senti dor em nenhum momento. O último km não acabava NUNCA hahaha eu e Andrea aceleramos MUITO no último km, chegamos a 14km/h e assim que cruzei  a linha ME DEU MUITA VONTADE DE CHORAR. Sei lá por que. Talvez eu seja chorona? Talvez. hahaha Mas foi MUITO bacana ver que eu consegui fazer algo que EU MESMA julgava impossível. Já quero aumentar a distância, e agora? hahahaha

Eu não sei muito como ajudar quem quer correr com esse tipo de post. Mas vocês sempre me pedem, eu fico super feliz contando, então se posso ajudar dizendo algo é:

Desafiem-se. É muito delicioso sair do papel com alguma ideia. Superar nossos próprios limites. Fazer algo que parece ser impossível… Comecem aos poucos. Ninguém corre 21km da noite pro dia. Mas é possível e muito bom!

Um beijo enormeeeeeeeeee

Você pode gostar também

5 comments

Rispondi

Parabéns, você simplesmente me arrepiou com esse post. Confesso não gostar de correr mas gosto de lutas e crossfit estou retornando para cross agora em junho (devido não obtido muito sucesso no muay thai porque paguei e fui só uma semana rsrsrs) mas aquela sensação de “só depende de você” é isso o que seu post traz. Linda Rachel, bjs

Rispondi

Nossa, Jessica, amei seu comentario 🙂 muito obrigada de verdade

Rispondi

Nossa, a felicidade transborda nas suas palavras! Parabéns por alcançar mais um objetivo de vida, Rach. Que você realize todos os seus sonhos e seja sempre muito feliz! Você merece tudo isso!

Rispondi

Muito obrigada Babi!!!! um beijo enorme

Rispondi

Parabéns 👏👏

Deixe uma resposta